Angola Namibia Sobre Como Usar Glossário Documentos Imagens Mapas Google Earth go
Favor fornecer feedback! Clique para detalhes
Home The River Basin People and the River Governance Resource Management
A Gestão dos Recursos Hídricos
 Introdução
A Demanda de Água
 A Gestão da Demanda de Água
 A Disponibilidade de Água
 Uso e Alocação de Água
 Registo & Alocação
 Caudais Ecológicos
 Mudança Climática e o Uso da Água
 Conservação e Reutilização
 Conservação de Água
 Reúso de Água
Recolha de Água
Infra-estruturas de Água
O Valor da Água
Monitorização dos Recursos
Investigação e Desenvolvimento
 Referências

 



Feedback

send a comment

Feedback

 

Recolha de Água  

A recolha de água consiste em qualquer método que recebe, acumula e armazena água da chuva. A recolha da água da chuva é feita de superfícies naturais ou artificiais. A recolha de água da chuva está a ser utilizada para fins produtivos, tais como água potável para a população e animais, irrigação, recarga de aquíferos, actividades domésticas, construção, etc.

Em ambientes áridos, a recolha da água de chuva é, geralmente, aplicada para suplemento de outras fontes hídricas existentes enquanto, nas regiões húmidas, a recolha possa servir para se obter água para satisfazer todas as necessidades.

Em alguns casos, a água da chuva poderá ser a única fonte disponível ou económica de água.

Há duas abordagens principais à recolha de água para fins agrícolas:

  • Recolha de água em micro-bacias que significa, em grande parte, a recolha do escoamento superficial e da sua transferência na zona dos solos não saturados com raízes (água de gravidade); e
  • Recolha de água de escoamento em empreendimentos agrícolas em que a água é encaminhada por sistemas de desvios para um sistema de armazenamento para posterior aplicação em irrigação ou para consumo por gado.

Uma outra abordagem para a recolha de água em assentamentos é a recolha de água da chuva de uma superfície (geralmente telhados de casa) desviando-a para um local seguro de armazenamento. Está comprovado que as chapas de metal ondulado são os colectores de superfície mais eficazes. Os sistemas de captação doméstica de água da chuva são adequados para zonas em que a média anual de precipitação não é superior a 200 mm.

Recolha de Água da Chuva

Um sistema de recolha de água da chuva é constituído por três componentes: o fornecimento de água da chuva, a necessidade de água das plantas e um sistema de recolha de água e o seu transporte até às plantas. Os sistemas simples distribuem a água da chuva imediatamente. Os sistemas mais complexos armazenam alguma ou toda a água da chuva para utilização posterior. Os aspectos básicos a considerar nos sistemas de recolha da água da chuva são:

Água da chuva.“Escoamento” é a água da chuva que se escoa numa superfície. Se a superfície é impermeável (pavimento, betão, telhados de estanho) o escoamento ocorre imediatamente. Se a superfície é permeável, o escoamento só ocorre quando a superfície estiver saturada. A água escoada pode ser recolhida (captada) e utilizada imediatamente para rega de plantas ou armazenada para uso posterior.

Sistema de recolha e distribuição de água. Os sistemas de recolha e distribuição de água podem ser implantados em quase todos os locais embora seja mais fácil integrá-los em novas construções.

Fonte: Texas Water 2009

Jardim comunitário de Epako irrigado com a água da chuva recolhida.
Fonte: Water Charity 2009
( clique para ampliar )

Há várias ONG envolvidas na recolha de água da chuva nas comunidades rurais. A UNICEF apoiou a construção de reservatórios de água em escolas na Região de Ovambo na fronteira norte com Angola, a RISE Namibia realizou um projecto-piloto de recolha de água doméstica de chuva na região de Erongo e a IBIS está a dar apoio a iniciativas de recolha de água da chuva no norte como parte de um projecto de habitação ecológica.

Foram planeadas e começadas várias iniciativas de recolha de água da chuva para aumentar a irrigação de jardins comunitários. Um exemplo desta acção é o Epako Rainwater Harvesting Project (Projecto de Recolha da Água da Chuva de Epako) perto de Gobabis, na Região de Omaheke no leste da Namíbia. O projecto é financiado pelo Programa de Intervenção Rápida da ONG local e destina-se a garantir que há alimentação saudável para os jovens, a promover o desenvolvimento das suas aptidões e responsabilidade bem como a desenvolver a auto-estima.

Um outro exemplo é o UNDP and Omalundu Iimuna Kommitiye Elungameno Project (Projecto do PNUD e do Omalundu Iimuna Kommitiye Elungameno), financiado pelo Fundo Global do Ambiente, que dá à comunidade de Onkani (Região de Omusati) ferramentas práticas para a adaptação e sensibilização da comunidade relativamente aos riscos das alterações climáticas. Entre outras medidas, o projecto dá apoio à execução de métodos de recolha e armazenamento de água da chuva para melhorar a conservação e utilização da água, adaptando-se simultaneamente a chuvas mais erráticas e fortes previstas. O projecto é realizado pela comunidade de Okani com o apoio do Ministério da Agricultura, Água e Florestas, pela Desert Research Foundation of Namibia e pela Namibia National Farmers Union.

No quadro do projecto de CuveWaters, foram instaladas estações pilotos para recolha de água da chuva com a participação da população de Epyeshona (na Região de Oshana) em 2009 e 2010. A estação é constituída por vários reservatórios de superfície e de sub-superfície com capacidades entre 30 e 120 m³. A água recolhida é utilizada para fins de irrigação bem como para a lavagem de roupa e abeberamento de animais. Podem obter-se mais informações sobre este projecto-piloto no Centro de Documentação.

Há informações adicionais sobre este assunto no capítulo Clima e Condições Meteorológicas.

Reservatório de superfície para recolha de água da chuva em Epyshona, Namíbia.
Fonte: Cuve Waters 2010
( clique para ampliar )

 

 



Interactive

Explore as sub-bacias do rio Kunene


Entrevista sobre a gestão integrada e transfronteiriça da bacia do rio Kunene


Investigue as barragens e açudes na bacia do rio Kunene


Examine o comércio de água virtual e a pegada de água dos países da SADC


Explore como as barragens produzem energia hidroeléctrica