Angola Namibia Sobre Como Usar Glossário Documentos Imagens Mapas Google Earth go
Favor fornecer feedback! Clique para detalhes
Home The River Basin People and the River Governance Resource Management
A Gestão dos Recursos Hídricos
 Introdução
A Demanda de Água
A Gestão da Demanda de Água
 GDA ao Nível da Bacia
 Políticas e Estratégias
 Mudança Climática e Adaptação
 A Disponibilidade de Água
 Uso e Alocação de Água
 Registo & Alocação
 Caudais Ecológicos
 Mudança Climática e o Uso da Água
 Conservação e Reutilização
Infra-estruturas de Água
O Valor da Água
Monitorização dos Recursos
Investigação e Desenvolvimento
 Referências

 



Feedback

send a comment

Feedback

 

A Gestão da Demanda de Água  

Gestão da Demanda de Água (GDA)

A GDA é um conceito amplo com várias definições.

  • O estudo “WDM Country Study of Namíbia”, elaborado pela IUCN Namíbia, define a Gestão da Demanda de Água (GDA) como: uma abordagem à gestão para o sector da água, salientando a utilização eficiente de fornecimentos existentes antes da realização de novos, com a ajuda de políticas e de meios éticos, económicos, educativos e tecnológicos (Van der Merve 1999).
  • O Departamento de Recursos Hídricos e Florestais da África do Sul define a GDA como: a adaptação e execução de uma estratégia (políticas e iniciativas) por instituições de gestão da água a fim de influenciar as necessidades e a utilização dos recursos hídricos de modo a satisfazer os seguintes objectivos: eficiência económica, desenvolvimento social, equidade social, protecção do ambiente, sustentabilidade do abastecimento e serviços da água e aceitabilidade política (DWAF 1999).

Neste momento, nem Angola nem a Namíbia têm uma abordagem abrangente e operacional à Gestão da Demanda de Água. Embora as tendências da política incluam a Gestão da Demanda de Água, não há legislação nem estratégias de execução a nível dos países (ver tabela abaixo). Apesar de serem escassas as estratégias e políticas integrantes de Gestão da Demanda de Água, a região conseguiu obter alguma experiência a nível local através de projectos-piloto.

Saída de água da estação hidroeléctrica na barragem do Gove.
Fonte: PJTC Kunene 2009
( clique para ampliar )

Situação da Conservação da Água / Planeamento da Gestão da Demanda de Água e sua Execução nos Estados da Bacia do Kunene

Pais
Política Legislação Aplicada no sector urbano Aplicada no sector agrícola
Angola Não Não Não Extremamente limitada
Namíbia Sim Em desenvolvimento Integrante em Windhoek Limitada

O sucesso da Gestão da Demanda de Água pode ser aferido cruamente como a percentagem de água não contabilizada ou perdida para uso ou desperdício, entre o influxo e a descarga. Nesta base, o sucesso resultante do investimento directo em certas estratégias de GDA é comprovado através de avanços (Gumbo 2004):

  • Nas campanhas de percepção da água;
  • Na educação dos clientes;
  • Nos projectos de gestão das perdas de água;
  • Na contagem individual do consumo dos clientes;
  • Na jardinagem com uso eficiente de água;
  • Na facturação eficiente e informativa; e
  • Num sistema apropriado de informação à gestão.

Uma gestão eficaz da demanda de água está também ligada a uma gestão financeira sã, a um padrão equitativo de serviços de água (ligação, pelo menos, para 90 % da população) e à reciclagem e reutilização de águas residuais. Um estudo sobre as estratégias de Gestão da Demanda de Água nas cidades da África Austral, efectuado por Gumbo, em 2004, verificou que Windhoek tinha conseguido atingir um sucesso considerável.

Tanto Angola como a Namíbia têm uma gestão descentralizada da água, tendo passado do nível nacional para o nível das bacias e comunidades. Angola está, actualmente, a criar Autoridades de Gestão das Bacias (para os rios Kuanza e Kubango) e a Namíbia está a descentralizar o abastecimento de água nas zonas rurais para as Associações de Pontos de Água (APAs).

 

 



Interactive

Explore as sub-bacias do rio Kunene


Entrevista sobre a gestão integrada e transfronteiriça da bacia do rio Kunene


Investigue as barragens e açudes na bacia do rio Kunene


Examine o comércio de água virtual e a pegada de água dos países da SADC


Explore como as barragens produzem energia hidroeléctrica