Angola Namibia Sobre Como Usar Glossário Documentos Imagens Mapas Google Earth go
Favor fornecer feedback! Clique para detalhes
Home The River Basin People and the River Governance Resource Management
A Gestão dos Recursos Hídricos
 Introdução
A Demanda de Água
Infra-estruturas de Água
 Barragens e Infra-Estruturas
 Sistema Integrado
 Infrastructure for hydropower in Angola
 Infra-estruturas para o Abastecimento de Água
 Segurança Hídrica
Armazenamento de Água
 Sistemas de Transferência
 Serviços de Águas Subterrâneas
 Infra-estruturas de Irrigação
 Operação e Manutenção das Infra-estruturas
 Reabilitação e Futuro Desenvolvimento
 Águas Residuais
O Valor da Água
Monitorização dos Recursos
Investigação e Desenvolvimento
 Referências

 



Feedback

send a comment

Feedback

 

Armazenamento de Água e Controlo do Caudal  

O armazenamento de água num rio pode servir vários fins:

  • Regularização do caudal do rio através da liberação controlada de água, mitigando, assim, os efeitos das secas e cheias;
  • Constituição de uma reserva de água que pode ser utilizada para abastecimento de água para uso doméstico ou irrigação;
  • Estabelecimento de um certo nível de água para geração de energia hidroeléctrica;
  • Formação ou melhoria de determinadas zonas ecológicas;
  • Criação de uma área para fins recreativos; e
  • Garantia de uma profundidade mínima para a navegação.

Na bacia do rio Kunene, as medidas de armazenamento destinam-se, principalmente, a concretizar os primeiros três fins referidos. Simultaneamente, modificam as zonas ecológicas ao longo do rio e oferecem possibilidades de recreação.

Os planos para a barragem do Gove destinam-se à regularização do caudal do rio Kunene.
Fonte: Mendes 2011
( clique para ampliar )

O objectivo da regularização do caudal do rio é o de mitigar os problemas associados à variação do caudal como, por exemplo, os que estão associados às cheias ou secas. A regularização do caudal oferece condições mais uniformes do fluxo de água ao longo do curso do rio. Um caudal regularizado do rio Kunene permitiria a geração óptima de electricidade nas estações da Matala e Ruacaná e em futuras estações hidroeléctricas.

O caudal médio anual a longo prazo do rio Kunene é de cerca de 5 km³ (5 000 milhões de m³). A precipitação total anual varia nos diversos pontos da bacia entre mais de 1 000 mm no Alto Kunene até menos de 100 mm nas partes inferiores do rio, ocorrendo 20 % das chuvas entre Novembro e Abril (ver Clima na Bacia). A precipitação pode variar de ano para ano entre 50 % e 200 % das médias a longo prazo e há períodos longos de seca.

Daqui resulta que o caudal do rio Kunene varia consideravelmente de mês para mês e de ano para ano com consequências graves para os utilizadores de água.

Volumes mensais do caudal em m³/s em Ruacaná de 1963 a 1968.
Fonte: Feio 1970
( clique para ampliar )

O açude do Ruacaná tem uma capacidade muito limitada de armazenamento, não há regularização do caudal e os caudais baixos têm um grande impacto sobre a produção de energia na estação hidroeléctrica local. Assim, a geração de energia eléctrica é imprevisivelmente variável de ano para ano e até no decurso de qualquer ano.

O Terceiro Acordo sobre o Uso da Água do Rio Kunene, de 1969, previa a utilização da Barragem do Gove no Alto Kunene para se conseguir um caudal regularizado de 80 m³/s em Ruacaná. No entanto, a conclusão da barragem do Gove coincidiu com o eclodir da guerra em Angola e a barragem nunca foi utilizada para a total regularização do caudal do Kunene. Contudo, em 2010, já estavam a decorrer obras para conclusão da barragem do Gove e para garantir que cumpria a função desejada.

O armazenamento e liberação controlada de água ao longo do rio Kunene poderia dar um contributo mais útil para a regularização do caudal do rio e garantir um caudal mais uniforme. Com mais de 80 % da água armazenada a jusante da barragem do Gove, o mesmo tem um papel chave a desempenhar na regularização do caudal do rio Kunene. As outras áreas principais de armazenamento ao longo do rio são indicadas na tabela abaixo e são descritas na secção Barragens e Infra-estruturas.

Armazenamento de Água ao Longo do Rio Kunene

Estrutura

Capacidade de armazenamento

Barragem do Gove

2 570 Mm³

Açude da Matala

60 Mm³

Açude do Calueque

475 Mm³

Açude de Derivação do Ruacaná

20 Mm³

Barragem de Olushandja

42 Mm³

Armazenamento total de água

3 167 Mm³

Fonte: Adaptado de Heyns 2005, NamWater 2006

 

 



Interactive

Explore as sub-bacias do rio Kunene


Entrevista sobre a gestão integrada e transfronteiriça da bacia do rio Kunene


Investigue as barragens e açudes na bacia do rio Kunene


Examine o comércio de água virtual e a pegada de água dos países da SADC


Explore como as barragens produzem energia hidroeléctrica