Angola Namibia Sobre Como Usar Glossário Documentos Imagens Mapas Google Earth go
Favor fornecer feedback! Clique para detalhes
Home The River Basin People and the River Governance Resource Management
A População e o Rio

 



Feedback

send a comment

Feedback

 

Namíbia  

Uma grande percentagem do Produto Interno Bruto (PIB) da Namíbia é gerada pela exploração mineira. A agricultura (em particular criação de gado), as pescas e o turismo desempenham também um papel cada vez mais importante, enquanto a indústria produtiva permanece pouco desenvolvida. Apesar de a Namíbia ser um dos países mais ricos em África, a economia da Namíbia é também caracterizada pelo desemprego elevado, baixos salários e uma distribuição muito desigual do rendimento.

Sectores Económicos

Exploração Mineira

A Namíbia é um dos maiores exportadores de urânio do mundo e um dos maiores produtores de diamantes, assentando predominantemente no crescimento da exploração mineira de diamantes ao largo da costa. Outros recursos minerais disponíveis incluem chumbo, zinco, cobre, prata, tungsténio, estanho, lítio, cádmio e suspeita de depósitos de petróleo ao largo da costa (CIA 2009). A indústria de exploração mineira foi bastante atingida pela crise financeira mundial. Muitas pessoas perderam os seus empregos, particularmente na produção de cobre (AfDB/OECD 2009b).

Agricultura e Pescas

A agricultura contribui para quase 6 % do PIB da Namíbia. Uma percentagem considerável das culturas é irrigada e o governo aprovou uma política verde, a chamada Green Scheme Policy para aumentar a agricultura de regadio ao longo dos seus rios permanentes que formam as fronteiras norte e sul da Namíbia. Uma cultura importante é o milho, que é utilizado em grande medida para consumo doméstico. As indústrias pecuária e leiteira são também importantes (AfDB/OECD 2009b).

A maioria dos habitantes da Namíbia (64 % da população rural) é composta por agricultores de subsistência susceptíveis às carências alimentares em tempo de seca (Adongo e Deen-Swarray 2006). A maioria da agricultura de subsistência ocorre nas áreas do norte do país e está concentrada em culturas alimentares com criação de gado para consumo local. A agricultura comercial é dominada por ranchos de criação nas regiões do sul e central. A irrigação é utilizada ao longo do rio Orange para apoiar a produção de uvas de mesa e tâmaras para os mercados europeu e americano. A exportação de uvas de mesa cria vários milhares de empregos sazonais (Davidsen 2006).

O sector das pescas, embora constitua um dos pilares económicos mais importantes da Namíbia, tem sofrido um declínio ao longo dos últimos anos devido aos elevados preços do petróleo, a migração piscícola e o esgotamento das reservas de peixe (AfDB/OECD 2009b).

Produção industrial

Durante a década passada, a produção industrial cresceu de forma estável, contribuindo para 20 % do PIB da Namíbia. As indústrias dos têxteis, processamento de minerais (principalmente a refinação de zinco e a fundição de cobre) e corte/polimento de diamantes apresentaram também um bom desempenho (AfDB/OECD 2009b).

Construção

A indústria da construção expandiu-se ao longo dos últimos dez anos em parte devido ao desenvolvimento de novos locais de exploração mineira, uma linha de caminhos-de-ferro expandida até Angola, a extensão da rede de electricidade para o nordeste e mais edifícios residenciais e de escritórios (AfDB/OECD 2009b).

Sector Terciário

O turismo, as actividades governamentais, o comércio grossista e de retalho, o imobiliário e os serviços empresariais dominam o sector terciário da Namíbia. O comércio grossista e do retalho apresentaram um forte crescimento entre 2004 e 2007. O turismo esteve entre os sectores de crescimento mais rápido e que mais contribuiu para o emprego, além disso continua a ser um dos maiores contribuintes para a arrecadação de divisas na Namíbia. Durante a última década, os sectores dos transportes e comunicações apresentaram um crescimento na casa de dois dígitos (AfDB/OECD 2009b).

Produto Interno Bruto por sector em 2007.
Fonte: AfDB/OECD 2009b
( clique para ampliar )

Infra-estrutura

Os desenvolvimentos infra-estruturais mais importantes da Namíbia estão concentrados no sector da electricidade. Os investimentos concentraram-se na transmissão de energia, distribuição e electrificação rural. Ocorreu também um desenvolvimento infra-estrutural importante no sector da água, desencadeado pela corrida à exploração mineira de urânio: foi construída uma estação de dessalinização e encontra-se planeada uma segunda.

Electricidade

A energia hidroeléctrica gerada pela central eléctrica de Ruacaná é de importância primordial para satisfazer as necessidades energéticas da Namíbia, embora a produção da central seja actualmente variável e insuficiente para cobrir as necessidades do país. Ao mesmo tempo que obtém energia de países vizinhos, tais como a África do Sul e o Zimbabué, nos últimos anos a Namíbia tem tido que recorrer crescentemente à produção doméstica de electricidade com base no carvão. Existem vários novos projectos e planos em curso para satisfazer a procura crescente da Namíbia e reduzir a dependência dos seus vizinhos (AfDB/OECD 2009b). A NamPower (empresa nacional de electricidade da Namíbia) seleccionou um cabaz energético que mistura diferentes formas de energia para fazer face a este desafio. Foram propostos os seguintes projectos chave (ERM 2009):

  • Quarto gerador de turbina na central hidroeléctrica de Ruacaná (80 MW, previsto para 2011);
  • Pequenas estações hidroeléctricas no curso inferior do rio Orange (100 MW, previstas para 2011);
  • Estação diesel para horas de ponta na Baía de Walvis (70-270 MW, prevista para 2011);
  • Central eléctrica de ciclo combinado a gás em Kudu (450-800 MW, prevista para 2013);
  • Estação eléctrica a carvão na Baía de Walvis (200-800 MW, prevista para 2014);
  • Parques de turbinas eólicas (35 MW, previstos para 2012) e energia solar; e
  • Projecto Hidroeléctrico de Baynes (250 MW, previsto para 2015)

 

 



Interactive

Explore as sub-bacias do rio Kunene


Entrevista sobre a gestão integrada e transfronteiriça da bacia do rio Kunene


Veja o cronograma histórico dos países da bacia do rio Kunene, incluindo os acordos e infra-estruturas de água


Cenas de vídeo sobre os San na Província de Kunene e o seu acesso limitado à água