Angola Namibia Sobre Como Usar Glossário Documentos Imagens Mapas Google Earth go
Favor fornecer feedback! Clique para detalhes
Home The River Basin People and the River Governance Resource Management
A Bacia do Rio
 Introdução
Geografia
Clima e Tempo
 Princípios do Clima e Tempo
 O Clima na Bacia
Mudanças Climáticas
 Mudanças Climáticas na Bacia
Hidrologia
Qualidade da Água
Ecologia e Biodiversidade
Sub-bacias
 Referências

 



Feedback

send a comment

Feedback

 

Mudanças Climáticas  

Há um crescente consenso entre cientistas e políticos de que o clima global está a mudar. O principal impacto destas mudanças nos humanos e no meio ambiente verifica-se na disponibilidade da água e no aumento da exposição a desastres naturais relacionados ao clima (Programa Mundial de Avaliação da Água 2009). A mudança climática não apenas reduz a disponibilidade da água como também têm um impacto indirecto noutras questões, tais como segurança alimentar, perda de biodiversidade e aumento da prevalência de doenças.

Acredita-se que as mudanças no sistema climático global e os subsequentes impactos regionais e sub-regionais se devam a questões antropogénicas (causadas pelo homem), tais como a emissão de gases de efeito estufa (GHG). Os gases primários de GHG são dióxido de carbono, metano, dióxido de enxofre e dióxido nitroso (IPCC 2008). O crescimento da população e o desenvolvimento, desde a revolução industrial, conduziram ao aumento das concentrações na atmosfera dos níveis de GHG, conforme demonstrado pela pesquisa, usando a técnica de perfuração de núcleos de gelo. Registos desenvolvidos a partir dos núcleos de gelo de há mais de 10 000 anos têm vindo a ser associados a dados mais recentes colhidos desde 1750 para comparar o aumento dos GHG aos níveis anteriores.

A mudança climática reflecte um aumento crescente da temperatura global bem como alterações na composição da atmosfera, que por sua vez provocam mudanças no ciclo das chuvas, temperatura, assim como em outros padrões relacionados com a atmosfera e o clima. O resultado final é uma mudança contínua nos processos de captação e escoamento das águas da chuva e na disponibilidade da água, com efeitos profundos sobre os ecossistemas e comunidades que dependem destes.

Adaptação à Mudança Climática

Agora que parece haver finalmente um consenso geral de que estamos perante a uma mudança climática, a pesquisa internacional e política está a desviar a sua atenção para a questão da adaptação à mudança climática. Sendo que existem várias definições do conceito de adaptação à mudança climática, o Painel Inter-governamental sobre Mudança Climática (IPCC) usa a seguinte definição:

Caixa: Definição da Adaptação à Mudança Climática

“Ajustamento dos sistemas naturais ou humanos em resposta a estímulos climáticos presentes ou esperados ou seus efeitos, os quais moderam ou exploram oportunidades benéficas.”

IPCC 2007

Independentemente das tentativas actuais de reduzir a emissão de gases de efeito estufa e de se abrandar o aumento da temperatura média global, a mudança climática é inevitável. Prevê-se que a mudança climática tenha consequências de amplo alcance em muitos aspectos da sociedade, desde a disponibilidade da água doce até á produtividade agrícola. Estas questões terão profundas implicações sobre as populações humanas, particularmente as que vivem em regiões com problemas de escassez de água, tais como as da África Austral, onde a alta demanda e questões crescentes de desenvolvimento, conjugados com o quase esgotamento das bacias hidrográficas, aumentam a vulnerabilidade.

O que fica claro na pesquisa actual nesta área é que a sociedade como um todo necessitará em breve de efectuar mudanças fundamentais no sentido de lidar com os impactos previstos das mudanças climáticas; a partir do nível individual até infra-estruturas e políticas.

O diagrama abaixo fornece um esboço de alto nível acerca do processo de adaptação. É importante que os governos reconheçam a potencial ameaça que a mudança climática representa e que promovam campanhas de sensibilização sobre esta questão através da sua integração nos vários sectores e também na educação. A vontade política e da sociedade deve apoiar a intenção do governo de agir desde o nível nacional até ao local. Finalmente um leque de acções de adaptação deve ser implementado, incluindo uma vasta gama de opções que possam dar resposta á demanda, oferta, cultura e expectativas.

Processo de adaptação às alterações climáticas.
Fonte: Schulze 2008
( clique para ampliar )

Para posterior leitura sobre adaptação á mudança climática, queiram por favor consultar o GTZ 2009 ou GWP 2007 no Centro de Documentação.

 

 



Interactive

Explore as sub-bacias do rio Kunene


Entrevista sobre a gestão integrada e transfronteiriça da bacia do rio Kunene


Explore as interacções entre os organismos no meio aquático


Examine como o ciclo hidrológico faz a água circular