Angola Namibia Sobre Como Usar Glossário Documentos Imagens Mapas Google Earth go
Favor fornecer feedback! Clique para detalhes
Home The River Basin People and the River Governance Resource Management
A Bacia do Rio
 Introdução
Geografia
Clima e Tempo
Hidrologia
Qualidade da Água
Ecologia e Biodiversidade
 Ecologia
 Ecologia Aquática
 Elementos Essenciais
 Habitats Aquáticos
 Vida nos Ecossistemas Aquáticos
 Cadeias e Teias Alimentares
 Biomassa e Produção
 Classificação de Organismos
 Micro-organismos
 Plantas
 Invertebrados
Vertebrados
 Factores que Afectam Ecossistemas Aquáticos
 Zonas Húmidas
 Biodiversidade
Sub-bacias
 Referências

 



Feedback

send a comment

Feedback

 

Vertebrados  

Todos os animais que possuem uma coluna vertebral são conhecidos como vertebrados, incluindo peixes, anfíbios, répteis, mamíferos e aves.

Peixes

Os peixes exibem todos os importantes Tipos de Alimentação:

  • Os peixes herbívoros alimentam-se de perifíton ou macrófitos como podem também filtrar fitoplâncton na água.
  • Os peixes carnívoros alimentam-se de moluscos, vermes, insectos, zooplâncton e outros peixes.
  • Os peixes omnívoros podem alimentar-se de tipos específicos de presas ou indiscriminadamente de qualquer coisa.

Devido a esta diversidade de modos de alimentação, espécies diferentes de peixes podem ocupar lugares diferentes na teia alimentar.

De igual modo, alguns peixes ocupam habitats muito específicos enquanto outros podem ser encontrados numa grande variedade de rios, lagos e reservatórios de água. A distribuição depende de muitos factores, incluindo a concentração de oxigénio, temperatura, a presença de macrófitos, a disponibilidade de substratos adequados para desova e a velocidade da corrente de água. A mudança no habitat (tal como a redução de água devido ao represamento) podem favorecer ou desfavorecer alguns tipos de peixe.

Anfíbios

Os anfíbios são vertebrados de sangue frio que geralmente passam os estágios juvenis das suas vidas em ambientes aquáticos e depois deslocam-se para a terra como adultos. Contudo, alguns anfíbios permanecem no meio aquático a sua vida inteira. Os anfíbios mais familiares são os sapos e rãs (batráquios).

Quando os anfíbios passam do estágio juvenil ao adulto, normalmente modificam a sua dieta. Os girinos, por exemplo, são normalmente herbívoros, consomem perifíton ou macrófitos, no entanto os sapos são carnívoros, alimentam-se de animais, tais como insectos, vermes, caracóis ou quase todos os animais que possam engolir. Os girinos de rã são uma fonte de alimento muito importante para alguns peixes. Em adição, as aves aquáticas e alguns répteis (tais como serpentes de água) fazem de outros animais adultos suas presas.

Porque os anfíbios dependem da água e de temperaturas mais altas, são mais activos no verão e hibernam frequentemente em terra durante o inverno.

Répteis

Ao contrário dos anfíbios, os répteis são maioritariamente terrestres. Na bacia do rio Kunene, encontram-se crocodilos do Nilo, serpentes, bem como espécies endémicas tais como o camaleão do deserto. Sendo que estes também têm o sangue frio, os répteis dependem das condições ambientais para regular a temperatura do seu corpo – estes são mais activos no verão e hibernam muitas vezes durante o inverno. Os répteis desovam na terra e é necessário que a temperatura seja alta o suficiente para que os répteis possam chocar os ovos e que estes, por sua vez, cresçam.

Os répteis têm uma pele grossa que lhes permite tolerar condições de seca, uma vez que estes não dependem tanto da água como os anfíbios. Contudo, alguns répteis passam a maior parte do seu tempo na água e lá se alimentam. A maioria dos répteis, incluindo os que se alimentam nas águas frescas, são predadores e lá capturam a maioria das suas presas.

Crocodilo do Nilo.
Fonte: AHT GROUP AG 2008
( clique para ampliar )
Camaleão Namaqua.
Fonte: Clark 2006
( clique para ampliar )

 

 



Interactive

Explore as sub-bacias do rio Kunene


Entrevista sobre a gestão integrada e transfronteiriça da bacia do rio Kunene


Explore as interacções entre os organismos no meio aquático


Examine como o ciclo hidrológico faz a água circular