Angola Namibia Sobre Como Usar Glossário Documentos Imagens Mapas Google Earth go
Favor fornecer feedback! Clique para detalhes
Home The River Basin People and the River Governance Resource Management
A Bacia do Rio
 Introdução
Geografia
Clima e Tempo
Hidrologia
Qualidade da Água
Ecologia e Biodiversidade
 Ecologia
 Ecologia Aquática
 Zonas Húmidas
Funções das Zonas Húmidas
 Biodiversidade
Sub-bacias
 Referências

 



Feedback

send a comment

Feedback

 

Funções das Zonas Húmidas  

As zonas húmidas desempenham um papel importante na hidrologia de uma bacia hidrográfica, contribuindo para o desenvolvimento socio-económico dos Estados ribeirinhos, incluindo dentre os vários os benefícios seguintes:

  • Recarga dos aquíferos;
  • Controlo da qualidade de água;
  • Controlo dos caudais;
  • Produção de plantas e animais;
  • Controlo de erosão e actividade agrícola em planicíes de inundação;
  • Desenvolvimento da actividade agrícola;
  • Reconhecimento internacional da conservação; e
  • Turismo e recreação.

Por conseguinte, uma gestão cuidada e apropriada é importante para sustentar os vários sectores da economia que dependem das zonas húmidas e seu efeito sobre os recursos hídricos. A maior parte da população numa bacia concentra-se próximo das zonas húmidas e o seu abastecimento de água é dependente do conjunto de nascentes e poços pouco profundos. Para além dos benefícios socio económicos, as zonas húmidas contribuem para a recarga dos aquíferos e melhoramento da qualidade de água.

Recarga dos Aquíferos

Dependendo do tipo de solo, geologia, paisagem dos ecossistemas das zonas húmidas, elas podem contribuir para recargar as águas subterrâneas, se estas poderem infiltrar-se no sistema subterrâneo. Esta função das zonas húmidas pode ser muito importante em lugares onde as comunidades dependem da água subterrânea para o seu consumo. Devido a sua capacidade de armazenagem, as zonas húmidas retêm água durante os períodos húmidos e a libertam durante of períodos de seca, contribuindo assim para o fluxo durante esses períodos. Veja abaixo o diagrama conceptual da componente da água subterrânea no ciclo hidrológico.

O componente da água subterrânea no ciclo hidrológico.
Fonte: CSIR 2004
( clique para ampliar )

Qualidade de Água

As zonas húmidas jogam um papel importante no melhoramento da qualidade de água superficial (dos rios) através da filtração dos sólidos suspensos (por exemplo: sedimentos orgânicos e inorgânicos) e retenção de nutrientes e poluentes. Ambos os processos físico-químicos são importantes neste processo. A vegetação das zonas húmidas pode contribuir para a retenção dos sólidos suspensos e reduzir a velocidade da água em movimento ou estagnada e permitindo também a sedimentação de tais partículas suspensas. Os nutrientes dissolvidos na água podem ser usados como fontes de alimentação das espécies aquáticas ou vegetação nas zonas húmidas, e podem nesta mistura de poluentes e outros químicos ocorra uma alteração química que fica armazenada nas plantas ou incluída nos sedimentos das zonas húmidas.

Os benefícios do melhoramento da qualidade de água á jusante dos ecossistemas podem incluir a prevenção da eutroficação, remoção dos patogenos transportados pela água e certos substâncias tóxicas e a protecção da saúde dos mananciais de peixe e rotas de navegação melhoradas devido a redução dos sedimentos acumulados. Contudo os processos responsáveis pelo melhoramento da qualidade de água podem em si também contribuirem para a poluição da água, dependendo das características específicas dos solos, vegetação, e espécies aquáticas e a natureza dos fluxos de água (Hatfield Consultants 2006).

A água do rio Kunene é de boa qualidade, com um caudal anual em Ruacaná de aproximadamente 5 000 Mm³ (Burmeister & Partners 1998).

Controlo dos Caudais

Para além de servirem como fontes para a sustentação dos cursos de água em certos casos, as zonas húmidas regulam os caudais e atenuam as cheias. As zonas húmidas localizadas nas planicies de inundação armazenam durante as épocas húmidas água que libertam lentamente durante o período seco. Isto contribui para manter os caudais permanentes em bacias hidrográficas em alguns dos tributários ligados ao sistema.

Esta função das zonas húmidas depende de um número de parametros como: o tamanho e forma das zonas húmidas, número de zonas húmidas localizadas em sub-bacias, ligadas ao sistema ou toda a bacia, tipo de solos, profundidade e a vegetação.

Produção de Plantas e Animais

Os nutrientes no meio ambiente das zonas húmidas suportam várias espécies de plantas e animais. As zonas húmidas são também o principal habitat para várias espécies de peixe, fornecendo proteção assim como ambiente adequado para a reprodução e alimentação.

Certos estudos realizados entre 1994 e 2004 (HAY et al. 2008) identificaram 50 espécies de peixes no percurso inferior do Kunene, incluindo 5 espécies endémicas. Outros estudos mencionaram 68 espécies (Burmeister & Partner 1998) e 77 espécies (Okeyo, 2000). As famílias com maior número de espécies são cyprinidae (14) e cichlidae (12). As quatro espécies mais importantes são schilbe intermedius, brycinus lateralis, barbus mattozi e labeo ansorgii. A foz do rio Kunene é uma das poucas áreas de águas abrigadas pouco profundas ao longo da Costa Atlântica árida, e sustenta um número importante de aves aquáticas e mamíferos.

Pescador.
Fonte: Tump 2007
( clique para ampliar )

Controlo de Erosão e Actividade Agrícola em Planicíes de Inundação

As plantas nos pântanos e charcos suportam os solos seguram os sedimentos nas suas raízes. As zonas húmidas desempenham um papel importante no controlo das inundações e prevenção da erosão. Os rios e planícies de inundação bem cobertos pela vegetação, são um excelente meio para absorção de ondas de cheias. Os sedimentos depositados em variacoes durante um evento de cheias, formam solos férteis que podem ser usados para suportar a actividade agrícola nas planícies de inundação.

Reconhecimento Internacional para a Conservação

A rica biodiversidade e a beleza natural das zonas húmidas fazem delas um foco importante para a conservação. A bacia salina de Etosha a sul da bacia hidrográfica do rio Kunene encontra-se incluída na lista das zonas húmidas de importância internacional da Convenção de Ramsar.

Turismo e Recreação

Devido à sua beleza natural e riqueza em biodiversidade, as zonas húmidas representam um potencial para a recreação e geração de benefícios através do turismo. O turismo ainda não está bem desenvolvido em Angola e apenas poucos turistas na Namíbia conseguem chegar até a bacia do rio Kunene ao visitarem a área de Kaokoveld no Parque Nacional da Costa dos Esqueletos. A principal atracção para os turistas na Namíbia é a zona húmida da bacia salina de Etosha nas proximidades da bacia do rio Kunene. As maiores atracções de Etosha são a observação de animais selvagens e a sua paisagem deslumbrante com o seu aspecto de ermo e isolamento.

 

 



Interactive

Explore as sub-bacias do rio Kunene


Entrevista sobre a gestão integrada e transfronteiriça da bacia do rio Kunene


Explore as interacções entre os organismos no meio aquático


Examine como o ciclo hidrológico faz a água circular