Angola Namibia Sobre Como Usar Glossário Documentos Imagens Mapas Google Earth go
Favor fornecer feedback! Clique para detalhes
Home The River Basin People and the River Governance Resource Management
A Bacia do Rio
 Introdução
Geografia
Clima e Tempo
Hidrologia
 Princípios da Hidrologia
Ciclo Hidrológico
 Água Superficial
 Água Subterrânea
 Interacções ASF/AST
 Balanço Hídrico
 Hidrologia da África Austral
 Hidrologia da Bacia
Qualidade da Água
Ecologia e Biodiversidade
Sub-bacias
 Referências

 



Feedback

send a comment

Feedback

 

Ciclo Hidrológico  

A movimentação contínua da água na superfície, por baixo da superfície da terra e entre a terra e a atmosfera é conhecida como o ciclo da água ou ciclo hidrológico. A água está presente em várias formas enquanto ela circula. A água na superfície é conhecida como Água Superficial. A água debaixo da superfície da terra é conhecida como Água Subterrânea, enquanto que o vapor de água é chamado água atmosférica (WSC 2006). O ciclo hidrológico inclui evaporação e transpiração, condensação do vapor de água na atmosfera, provocando a precipitação e o movimento da água superficial e da água subterrânea na terra. A água da atmosfera chega à terra como precipitação: chuva, neve, saraiva e granizo.

O ciclo hidrológico.
Fonte: Federal Interagency Stream Restoration Working Group 1998
( clique para ampliar )

Depois de atingir a superfície da terra, a água pode:

  • Infiltrar no solo para se transformar em água do solo, ou penetrar mais para baixo para alimentar a água subterrânea;
  • Acumular-se como água nos lagos, zonas húmidas e oceanos ou como neve e gelo, em zonas frias tais como nos glaciares;
  • Escoar como água superficial, de montante a jusante, num trajecto através de cursos de água, rios, lagos, e zonas húmidas; ou
  • Evaporar-se do solo e da superfície das águas ou transpirar da vegetação (colectivamente designada por evapotranspiração) para se transformar em água atmosférica. Esta, então, está disponível para formar a precipitação quando arrefece e se condensa, completando assim o ciclo hidrológico.

O cicloda água também pode ser explorado através da ferramenta interactiva apresentada ao lado direito da página.

O processo da percolação da água até o lençol freático é conhecido por recarga das águas subterrâneas (vide Água Subterrânea). A recarga que reabastece os aquíferos subterrâneos com recursos hídricos permitindo o seu uso contínuo é um componente necessário do ciclo da água muitas vezes ignorado. Para saber mais sobre a água subterrânea e a sua recarga na bacia do rio Kunene, por favor consulte a secção sobre Água Subterrânea na página Hidrologia da Bacia do Rio Kunene.

A água que cai no solo sem evaporar ou ser absorvida é conhecida por escoamento. O escoamento da Água Superficial segue a gravidade e flui para baixojuntando-se aos rios e corpos de água. Esta é a água que vemos no dia a dia e consideramos quando pensamos em água no contexto da bacia hidrográfica; esta é a que está imediatamente disponível no ciclo da água. Esta pode ser desviada ou captada dos rios e armazenada em reservatórios quando os rios são represados. Além disso, a energia potencial no fluxo gravitacional da água pode ser usada para gerar energia hidroeléctrica.

A superfície da água parada e em movimento no ciclo da água é exposta à atmosfera. Em condições quentes e secas, uma porção desta água pode evaporar, subindo até a atmosfera em forma de vapor, formando nuvens e caindo de novo em forma de precipitação (vide Ciclo Hidrológico).

Na bacia do Kunene, o ciclo da água começa nas regiões de alta precipitação no curso superior do Kunene, flui em direcção ao sul para abastecer as barragens de armazenamento, centrais hidroeléctricas e sistemas de irrigação e de uso doméstico, até finalmente desaguar no Oceano Atlântico.

 

 



Interactive

Explore as sub-bacias do rio Kunene


Entrevista sobre a gestão integrada e transfronteiriça da bacia do rio Kunene


Explore as interacções entre os organismos no meio aquático


Examine como o ciclo hidrológico faz a água circular